Movimento em prol da Energia Solar e do PL 5829 aconteceu nesta terça em frente ao Congresso Nacional

Image

Chamado de “Brasil diga SIM à Energia Solar”, evento teve como foco reforçar a importância da produção de energia limpa e cobrar a votação do projeto de lei que traz segurança jurídica ao setor.

Dezenas de manifestantes se reuniram ontem em frente ao Congresso Nacional para reforçar a importância da produção de energia através da geração distribuída no país, assim como cobrar a votação do PL 5829, o qual cria um novo marco regulatório para o setor e também desenvolve uma legislação específica.

Através da montagem de um painel de energia solar no gramado, os manifestantes cobraram os deputados para que o projeto entre em pauta, visto que existe a necessidade de segurança jurídica para quem deseja investir em sistemas elétricos de transmissão e de distribuição.

Movimento seguiu protocolo de segurança e teve participação de especialistas importantes

De forma pacífica, o movimento tentou seguir todos os protocolos de segurança quanto o uso de máscara e também distanciamento social.

Marcos Paiva, especialista em segurança do trabalho, deu orientações importantes sobre os cuidados com a pandemia, como o uso do equipamento respiratório de forma correta, assim como o uso do álcool em gel e também a importância do distanciamento.

Na ocasião, os benefícios da geração de energia solar no Brasil foram os principais debatidos e foram reforçados pelo apoio de diversos deputados que defendem a causa e torcem para a aprovação do projeto.

O Deputado Federal Neucimar Fraga, do partido Social Democrático, foi um dos que esteve presente no movimento e reforçou a importância da energia solar, assim como a necessidade de políticas públicas eficientes a favor da energia limpa, visto que o país gasta hoje sete bilhões de reais para manter usinas térmicas que produzem a energia através do Diesel e nem sempre são acionadas.
"Aí a gente ouve de algumas pessoas hoje, inclusive alguns parlamentares, que nós não podemos criar e apoiar esse projeto porque quem usa energia solar vai ser beneficiado e o pequeno consumidor do Brasil, que não tem condição de pagar por uma planta solar ele vai pagar por quem usa, o que é uma mentira, pois esse país já paga sete bilhões de incentivo por ano para termos que às vezes nem funcionam” afirma Fraga.

Importância da geração solar e o direito desse tipo de produção foi enaltecida pelos participantes

Lúcia Abadia, Diretora de Sustentabilidade da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD) agradeceu o apoio dos empresários do setor que estiveram durante o movimento e reforçou que a GD quer ter a oportunidade de gerar energia limpa, assim como empregos e riquezas ao país.

Carlos Evangelista, presidente da ABGD, destacou que o movimento não só foi criado em prol da aprovação do PL 5829, mas também pelo direito dos 84 milhões de brasileiros de produzirem a própria energia de maneira livre, limpa e mais barata.

“Nós conseguimos fazer esse movimento hoje, não é só em prol do PL 5829 que nós tanto queremos ver aprovado, mas também pelo direito de cada um dos 84 milhões de brasileiros de produzirem a própria energia de maneira livre, limpa e mais barata do que estão oferecendo para nós. É pelo fim das bandeiras tarifárias, é pelo fim da ameaça de racionamento, é pela liberdade de cada um de nós conseguir colocar sistemas em nossas casas, sistemas em nossas empresas, nas suas fazendas, nas escolas, nas creches, em prol do sistema elétrico brasileiro que serve toda a população” finaliza Evangelista.

Fonte: Eólica BR
____________________________________________________________________________________________________________________________________________

FÓRUM GD SUDESTE - 9º FÓRUM DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA COM FONTES RENOVÁVEIS E ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA

SAVE THE DATE
16 e 17 DE JUNHO DE 2021
RIO DE JANEIRO - RJ - BRASIL

SITE OFICIAL: www.forumgdsudeste.com.br
E-MAIL: contato@grupofrg.com.br

Gostou do Conteúdo, Cadastre-se já e receba todas as notícias de Canal Eólica BR no seu email cadastrado

Compartilhe esta noticia: