45% da geração de energia no Brasil em 2022 veio de fonte eólica e solar

Image

Relatório da ANEEL divulgado este mês mostra que operação comercial em maio de todas as usinas teve aumento de 601,5 megawatts (MW) na potência instalada no país.

A produção renovável vem se mostrando cada vez mais potencial no Brasil. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) revelam que o mês de maio teve a maior expansão da geração de energia em 2022, assim como um acréscimo de 601,5 MW. A produção veio de todas as usinas liberadas pela agência desde o início no ano e fontes renováveis como eólica e solar já são responsáveis por 45% da geração em 2022.

De acordo com a agência, o aumento registrado em maio foi o melhor resultado mensal alcançado no ano até o momento. De forma geral, os cinco meses de 2022 já registraram uma expansão de 2.162 MW.

Ainda segundo a agência, a energia gerada veio de usinas eólicas, seguidas pelas solares. Usinas termelétricas e pequenas centrais hidrelétricas também contribuíram. Em dados, 144 MW foram produzidos por plantas eólicas e 40,7 MW por usinas solares. Já sobre os acréscimos de energia em maio sentido pela agência, a mesma afirma que vieram de 8 estados brasileiros.

Contudo, o número de estados aumenta quando se comparado aos acréscimos de energia do ano passado. Desde janeiro, cerca de 13 estados já contribuíram com a expansão, sendo os mesmos localizados em quatro regiões brasileiras. Dentre os estados que mais se destacaram segundo a ANEEL, por sua vez, estão Bahia e Rio Grande do Norte, os quais juntos correspondem por 43,9% (950,1 MW) da potência instalada no Brasil em 2022.

83% das usinas são impulsionadas por fontes consideradas sustentáveis, diz ANEEL

O relatório divulgado pela ANEEL também afirma que 83% das usinas são impulsionadas por fontes consideradas sustentáveis. O dado vem do Sistema de Informações de Geração da ANEEL, o chamado SIGA. Vale destacar que o mesmo é atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção.

A potência total instalada no Brasil, até maio, foi de 183.129,3 MW segundo o sistema.

“Esses painéis, atualizados mensalmente, mostram a previsão para a entrada de novas unidades geradoras para os próximos anos. Eles trazem ainda um histórico da expansão da geração desde a criação da ANEEL (1997). Além dos painéis, também está disponível a base de dados com informações de previsão e acompanhamento de obras dos empreendimentos outorgados para construção ``, explica a agência.

Fonte: Canal Eólica BR

Gostou do Conteúdo, Cadastre-se já e receba todas as notícias de Canal Eólica BR no seu email cadastrado

Compartilhe esta noticia: