Relatório Internacional afirma que energia eólica tem potencial para abastecer todo continente Africano

Image

Criado por Corporação Financeira Internacional, documento afirma que potencial energético através do vento na região pode satisfazer demanda de todo o continente 250 vezes

A produção de energia eólica vem sendo considerada solução para muitos países. Quem ainda depende de energia fóssil, tem no vento uma oportunidade de alavancar sua segurança energética. Um dos exemplos é o continente africano, o qual conta com um grande potencial para isso.

Dados do Relatório Internacional da Corporação Financeira Internacional revelam que o continente conta com um grande potencial energético para energia eólica, o qual só ainda não foi desenvolvido por falta de incentivo. Potencial energético através do vento na região pode satisfazer demanda de todo o continente 250 vezes segundo o documento.

O estudo desenvolvido explorou as áreas que podem desbloquear o enorme potencial de energia eólica da África, assim como parcerias com a Europa que podem alavancar tal produção e garantir a contribuição do setor eólico para a Agenda 2063, bem como para a Agenda 2030.

Em nota, Johan Van Den Berg, secretário da Parceria África-UE, destaca que imensas oportunidades de expansão na África podem ser encontradas na geração de energia, a qual por sua vez pode inclusive ser um motor chave do desenvolvimento econômico do país.

“A África precisa expandir drasticamente a capacidade de geração para abordar o acesso total aos serviços de energia sustentável para seus cidadãos e perseguir plenamente seu plano mestre sustentável conforme estipulado na Agenda 2063 da UA” destacou ele.

Com ajuda da Europa, o potencial eólico africano pode se transformar segundo os especialistas, uma vez que a parceria poderia contribuir com treinamento de habilidades para a força de trabalho jovem da África, assim como aproveitar o regime de vento variável e a grande demanda de eletricidade que a energia eólica pode trazer.

“Se todas as novas instalações globais de energia eólica em 2020 tivessem ocorrido na África, e se a rede estivesse pronta para recebê-la e distribuí-la, essa nova capacidade anual seria suficiente para fechar o acesso à energia na África em doze meses para as mais de 600 milhões de pessoas que precisam. Isso mostra o imenso potencial da energia eólica, ao mesmo tempo em que ressalta a importância da ação imediata em outros blocos de construção facilitadores, como sistemas de transmissão e distribuição``, destaca Van Den Berg.

No Brasil Geração eólica e solar foram destaques na matriz de energia elétrica brasileira em 2021

E assim como na África, o Brasil também vem alavancando seu potencial na produção eólica e solar. Dados do Ministério de Minas e Energia, por exemplo, revelam que o boletim Mensal de Energia de dezembro divulgou que fontes eólica e solar foram os destaques com 2,9 Pontos Percentuais (PP) na composição da matriz da Oferta Interna de Energia Elétrica (OIEE). O crescimento foi de 13,4%.

“Essas fontes perdem somente para a hidráulica, que detém 56,7%. A oferta de energia elétrica por gás natural, que cresceu acima de 50% em 2021, ficou em terceiro lugar com 12,3%, 4 PP acima do indicador de 2020. Na geração solar, a geração distribuída foi estimada com alta próxima de 115%, quatro vezes o indicador da geração centralizada ``, destaca o governo.

Fonte: Canal Eólica BR

Gostou do Conteúdo, Cadastre-se já e receba todas as notícias de Canal Eólica BR no seu email cadastrado

Compartilhe esta noticia: